08 fevereiro 2012

Só eu e um tal submarino amarelo



Nunca fiz balé... Não sou de flores ou corações, sou sim de amores e calores. Sou um "eu" atrevido, só meio vivido e que não se deixa levar, embora carregado de emoções.
Quero da vida o que ela me trouxer, mas exijo que seja inteiro e cheio de verdade. Tenho em troca a paixão por viver aprendendo, por crescer em um minuto ou diminuir ruborizada em segundos.
Ter? Não tenho. Apenas sou, pois o que tenho nem meu é se em breve, um breve distante espero, irei sem levar. Sairei sem volta para algum lugar qualquer para quem sabe um dia retornar...
Viajo não em nuvens, mas nas razões, nos pensamentos, nas decisões e atitudes. Viajo não em balões, mas em um submarino amarelo que atravessa oceanos de saudade e encontros em busca de algo a ser revelado.
Eu sou, quero, faço, tenho, viajo... Simplesmente existo na inexistência já que se considerada a população total, mínimos são os que me conhecem. Mínimos em quantidade, que fique claro, pois sua qualidade é inestimável, tanto em termos de amigos, quanto de amores e família, seres de vida e morte.
Mais que isso faz-se desnecessário. Mais que isso eu não quero, não preciso...
Somente eu e um tal submarino amarelo transcorrendo a vida nesses mares de problemas não solucionados e soluções desenlaçadas que, enfim, compõem meu oceano-chá particular que aos poucos torna-se público... ou não.

2 comentários:

  1. Amei! achei cheio de mistérios e vida!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, muito fofo *-*
    bjos :*
    www.mini-fofoquinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir